Boletim Novembro 2017 - CX 75

Tecnologia assegura o futuro das empresas

Infelizmente, nem todas as etapas conduzem para a frente. Às vezes parece que a marcha parou ou até parece regredir. É uma maratona difícil, com muitas mudanças de percurso, que por vezes leva décadas a concluir.
A sua empresa não é diferente. Mudanças estão sempre a acontecer à sua volta e, por vezes, é difícil enxergar, mesmo no curto prazo, aquilo que vai ser o futuro. É como o processo de criar um filho. Acreditamos que o tempo faça dele um homem. Até lá, quanto de amor, dedicação e esforço para o criar, educar e guiar até ao início da sua própria jornada de vida.
Todo o percurso tem que estar baseado numa direcção estratégica e num objectivo concreto, com uma clara ideia da meta que queremos atingir. Isto pressupõe persistência, trabalho duro, investigação do mercado e conhecimento do que os clientes valorizam, e fazer a coisa certa em termos de tecnologia para responder às diferentes necessidades dos clientes.
 
No mundo competitivo de hoje é obrigatório que as empresas reduzam custos e desperdícios utilizando os melhores meios produtivos, agregando valor ao produto produzido.
As condições na indústria gráfica são muito competitivas, como sempre foram na história desta indústria. Avanços tecnológicos facilitam o aperfeiçoamento dentro das empresas e também proporcionam maior competitividade na busca de atenção e recursos ao cliente.
Não há sucesso sem aplicar, fundamental e continuamente, aperfeiçoamentos operacionais. As empresas encontram-se em constante competição, não somente com concorrentes tradicionais, mas até com empresas de fora do mercado dos limites defendidos pela sua área de acção, que são mais flexíveis, mais ágeis, e mais ricas em recursos do que as tradicionais.
 
Na hora de investir em novos equipamentos, as gráficas com visão de futuro perguntam-se: que investimento é o mais adequado para produzir trabalhos de alta qualidade e manter aos mesmo tempo um nível de rentabilidade que assegure, a longo prazo, o futuro da empresa? A resposta é clara: tudo depende da situação. Há uma gama de opções e de possibilidades técnicas para cada caso. Com certeza que você irá encontrar um ou outro equipamento que poderá ter aplicação prática para o fim em vista. Mas será esse o adequado para que o fluxo de trabalho coordenado não sofra interrupções volta e meia?
Independentemente dos equipamentos de que disponha, ninguém consegue revolucionar a rentabilidade de uma empresa, se na soma deles, no fluxo de trabalho, um ou outro, em vez de agregar valor à cadeia produtiva comprometer um fluxo consistente, reduzindo a maximização da eficiência e ampliando perdas, que conduzirão a menores margens de lucro e incumprimentos de prazos de entregas.
Por trás do conceito Produtividade e Lucro, escondem-se técnicas e equipamentos que ajudam a sua empresa no que diz respeito a eficiência e rentabilidade, para que possa conduzir negócios bem-sucedidos a longo prazo.
 
Ninguém tem a fórmula de sucesso, mas alguns mandamentos parecem aplicáveis quando se trata de realizar investimentos bem-sucedidos. O primeiro, começa por um olhar aprofundado ao mercado sobre como melhor atender as necessidades dos clientes; segundo, investigar qual o, ou os equipamentos que pela sua tecnologia tragam uma clara vantagem competitiva para o negócio; terceiro, no pressuposto de oferta de produtos similares, analisar com consciência qual o fornecedor com a maior rede de equipamentos instalados e de serviços, cuja parceria ofereça vantagens e capacidade excedente para a manutenção da sua cadeia produtiva 24 horas por dia.
Nesta indústria, eficientes e atempados serviços técnicos têm grande impacto na redução de perdas por tempos de máquinas paradas, por avarias ou acidentes.

Por vezes, no acto da compra, tende-se a desconsiderar que as avarias e os acidentes acontecem, quase sempre nos períodos críticos da produção. Pense bem o do que isto significa de quebras de rentabilidade ao longo da vida útil de um equipamento.
Ainda outra dica importante: assegurar que todos os colaboradores estejam aptos a desempenhar as suas funções dentro de um quadro definido por objectivos e padrões de valor.

Sozinho ninguém consegue revolucionar a rentabilidade de uma empresa, porém, com colaboradores sem competências no respectivo desempenho para apoiar esse objectivo certamente nunca conseguirá chegar lá.

A formação é um desafio que a tecnologia cada vez mais desenvolvida nos coloca. Vivemos numa época tecnologicamente avançada, em que o capital humano adquiriu um crescente e vital importância para as empresas, que necessitam de gente apta às novas formas de comunicação, de avançadas aplicações e de imaginativas soluções - premissa devia estar presente na mente de todos os empresários gráficos.

Como se adivinha claramente, no futuro a pressão por preços mais baixos continuará. Mas a corrida nem sempre é do mais forte. A corrida competitiva contemplará aqueles que estão acima da tentação do lucro rápido e, em vez disso, criam valores de longo prazo, definidos pelos seus clientes e criados através do esforço e competência dos seus colaboradores. Por último, o melhor de todos os conselhos: compre bom, produza bem e barato e venda caro!
 
Dito isto, não podia terminar sem desejar a todos os nossos prezados amigos clientes um Feliz e Santo Natal, com votos para um novo ano à medida dos vossos mais íntimos desejos.

Download

Copyright © Grafopel 2015 - Designed by Fullscreen.